QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

Faça o teste gratuito e invista com a gente

previdência privada

Previdência privada: o que preciso saber para investir?

Você possui objetivos para o seu futuro? Então o ideal é começar a se preparar o quanto antes. Veja como a previdência privada pode ajudar!

Se você possui grandes metas financeiras para o seu futuro, como comprar um imóvel, enviar seus filhos para a faculdade ou garantir o seu conforto durante a sua aposentadoria, saiba que você precisa começar a agir agora.

As chances de tornar esses objetivos reais aumentam de acordo com a maneira que você aplica o patrimônio que você possui hoje. A nossa indicação é começar cedo e manter a disciplina ao longo do tempo.

Nesse cenário, a aplicação financeira que pode potencializar a garantia de um futuro financeiro tranquilo é a previdência privada. Vamos explicar como ela funciona e por que você deveria considerar investir nela. Confira!

O que é a previdência privada?

Em poucas palavras, a previdência é uma categoria de investimento com alto nível de segurança e voltado para o longo prazo (mais de seis anos).

Ela se resume em duas etapas distintas: a acumulação e a retirada.

Como você deve imaginar, a fase de acumular é o período em que você aplica seu dinheiro e a fase de resgate é quando você pode finalmente aproveitar todo o capital disponível.

Seu funcionamento é bem parecido com os famosos fundos de investimento: possui um gestor, uma seleção de ativos diferentes, diferentes taxas de retorno e assim por diante.

A dinâmica dessa aplicação é a seguinte:

  • Investimento inicial
  • Aportes mensais
  • Manter o investimento por 10 ou mais anos
  • Resgatar a quantia acumulada (valor integral ou parcelas mensais)

Uma curiosidade interessante é que a previdência privada entra na categoria de seguros, portanto, possui algumas regras diferentes tanto de tributação quanto de funcionamento.

A previdência privada vale a pena atualmente?

Em linhas gerais, a previdência privada é um investimento excelente para o longo prazo, mas, ainda assim, é fundamental esclarecer uma coisa:

Existem ativos impossíveis de serem comparados.

Você pode, por exemplo, tentar discutir sobre o que é melhor, a previdência ou o Tesouro Direto, mas ao final das contas estaria basicamente comparando um trem com uma moto.

O primeiro é estável, seguro e pode percorrer longas distâncias. O segundo é ágil, veloz, mas pode sofrer com possíveis instabilidades.

O importante é considerar uma série de fatores e pesar conforme a importância que você atribui para cada um dos elementos abaixo:

  • Rentabilidade
  • Segurança
  • Custo (taxas e tributos)
  • Liquidez
  • Flexibilidade (poder trocar de posição)
  • Diversificação
  • Envolvimento (quanto tempo você precisa dedicar estudando e gerindo o investimento)

Como sempre dizemos: tudo depende do seu perfil como investidor e quais são seus objetivos.

Lembre-se de que esse tipo de aplicação tem como objetivo garantir um futuro financeiro seguro e estável, portanto, talvez não seja interessante depender de investimentos de alto risco.

Opções boa e ruins

investir em previdência privada

Outro fator importante é lembrar que uma previdência privada é uma categoria de investimentos, portanto, existem várias opções para você escolher.

E assim como tudo na vida, existem escolhas boas e escolhas ruins. Por isso é fundamental ficar atento aos detalhes de cada aplicação.

Funcionamento diferenciado

Você lembra que destacamos o fato desse investimento entrar na categoria de seguros? Esse é outro fator que faz a diferença quando falamos de previdências.

Em caso de morte, o valor do fundo é tratado como seguro de vida, portanto, não entra no inventário do falecido e fica está sujeito ao imposto sobre a herança (ITCMD).

Onde fazer a sua previdência?

Para investir nesta aplicação, você pode contar com os bancos ou com as corretoras.

Tudo depende de encontrar a aplicação que mais combina com seu estilo.

Também é importante se atentar aos possíveis custos que podem estar atrelados em cada uma das opções, como, por exemplo:

  • Taxa de Carregamento: Cobrada sobre cada aporte feito em sua previdência.
  • Taxa de Administração: Cobrada anualmente sobre o total aplicado, sua justificativa é justamente o “trabalho” de gerir os recursos aplicados.

No caso dos bancos, o maior perigo são as taxas exageradas presentes nas opções ofertadas. Isso faz que com que você perca dinheiro no longo prazo.

Além disso, você fica extremamente limitado na hora de selecionar os produtos para investir, uma vez que os bancos tendem a vender apenas seus próprios produtos.

Fique atento a alguns detalhes

Lembre-se de que o foco de uma previdência privada é o investimento no longo prazo, logo, se você for precisar do dinheiro no curto ou médio prazo, as chances são de que você possa ter um prejuízo considerável com custos relacionados à tributação.

Para evitar que isso aconteça, sempre tenha a sua reserva de emergência, que, assim como o nome sugere, é feita para garantir a sua tranquilidade em momentos inesperados, sem prejudicar o seu portfólio de aplicações.

Já quando for escolher o ativo que mais combina com você, vai precisar decidir também qual será o tipo de previdência: VGBL ou PGBL.

VGBL é recomendado para quem não declara Imposto de Renda ou declara de forma resumida e o PGBL é indicado para quem declara pelo formulário completo.

Outro detalhe é que você estará sujeito à falência da seguradora do plano de previdência. É claro que isso é bem raro de acontecer, mas, ainda assim, deve entrar na sua lista de pontos importantes.

Por fim, fique atento às taxas. Como dito anteriormente, cada opção possui seu próprio conjunto de regras, rentabilidade, prazos, taxas e afins.

Cabe a você analisar e buscar as opções mais interessantes para o seu perfil.

Foco no longo prazo

Por mais que existam diversas opções muito mais rentáveis, quando olhamos para o futuro, essa é certamente uma das aplicações campeãs.

Agora que você já conhece os principais pontos sobre Previdência Privada, o próximo passo é adquirir a mentalidade de longo prazo.

Em resumo, é um investimento que com certeza vale a pena! É uma opção muito recomendada para você começar a se planejar para o longo prazo.

Portanto, comece o quanto antes e comece a construir o futuro financeiro que você tanto almeja.

POSTS RECENTES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MATÉRIAS RELACIONADAS

A Investindo Com Valor é um produto da VGR Asset, que tem como objetivo de fornecer serviços de administração e gestão de patrimônio de forma profissional e transparente, assim como participar do processo de gestão do patrimônio de nossos clientes, criando valor através do alinhamento entre a identificação de seu perfil e a maximização do retorno de seus ativos.

RECEBA DICAS E NOVIDADES POR E-MAIL