QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

Faça o teste gratuito e invista com a gente

como não perder dinheiro

Crise Financeira: como não perder dinheiro

Veja como não perder dinheiro durante uma crise e ainda transformar isso em uma oportunidade de lucro!

Uma definição clássica de recessão é quando o país sofre dois trimestres consecutivos de declínio do produto interno bruto.

Mas, para não economistas, uma recessão é uma crise que significa maior desemprego, taxas de juros mais baixas e tempos difíceis – principalmente se você estiver aposentado ou se aproximando da aposentadoria.

A boa notícia é mesmo durante esses momentos você pode proteger seu capital. E para ajudá-lo a se preparar, separamos 4 dicas de como não perder dinheiro. Confira!

1 – Se planeje para o pior

Um dos primeiros medos que você tem durante uma crise provavelmente esteja relacionado com perder o emprego.

Esse cenário não implicaria apenas na ausência de uma fonte renda, talvez você também precise sacar suas economias para pagar as contas enquanto procura trabalho.

O aumento do desemprego, infelizmente, é a marca registrada de uma recessão. Portanto, é melhor fazer um balanço de suas finanças e ver como você se sairia se fosse despedido.

2 – Crie uma reserva de emergência

Como dito acima, seu maior risco em uma crise financeira é a perda do emprego, portanto, você precisa garantir que tem uma quantia separada para manter sua rotina funcionando. Essa quantia normalmente é conhecida como reserva de emergência.

O ideal é que essa reserva seja o suficiente para manter suas despesas por 3 a 6 meses.

Contar com esse dinheiro é importante, pois deixa você protegido e evita que você tome decisões baseadas no medo, que normalmente acabam terminando em prejuízos financeiros.

3 – Avalie o dano

Durante uma grande crise financeira, você provavelmente está em pânico. Assistir aos seus investimentos desaparecerem em questão de horas, dias ou semanas não é exatamente um momento divertido.

Mas, em vez de pirar, use esse tempo para ver quais investimentos valem a pena manter e quais abandonar.

4 – Procure fontes de renda adicionais

Perder o emprego é uma sensação desagradável, no entanto, você também precisa seguir em frente. Certifique-se de atualizar seu currículo e carregá-lo em portais relevantes e começar a interagir com seus contatos, que podem ajudá-lo a conseguir outro trabalho.

Você também pode usar o tempo intermediário para se aprimorar, de preferência usando um curso online acessível, se não gratuito, ou programa de certificação, para melhores perspectivas de emprego.

Enquanto isso, tente também buscar maneiras de monetizar suas habilidades e hobbies. Estes podem ser projetos freelance ou tutoria online, entre muitas outras coisas.

Saber economizar e ainda encontrar qualquer receita adicional nesta fase pode ser de grande ajuda. Mais importante, aumentaria sua confiança e o ajudaria a superar o choque de uma perda inesperada de emprego.

Como as crises afetam os investidores?

crise financeira

Além de saber como não perder dinheiro durante uma crise, é interessante entender como as pessoas agem durante esses momentos.

Os investidores geralmente não se comportam como previsto pela teoria financeira tradicional, onde cada indivíduo agiria de forma racional para maximizar a utilidade.

Em vez disso, as pessoas geralmente se comportam de maneira irracional e permitem que as emoções atrapalhem, especialmente quando a economia está passando por um caos. O campo emergente das finanças comportamentais tenta descrever como as pessoas realmente se comportam versus como a teoria financeira prevê que deveriam.

As finanças comportamentais mostram que as pessoas, em vez de serem apenas avessas ao risco, são, na verdade mais avessas às perdas.

Isso significa que as pessoas sentem muito mais a dor emocional de uma perda do que o prazer obtido com um lucro igual.

Tome, por exemplo, um apostador em um cassino. Quando ele está ganhando, ele pode começar a jogar de forma mais conservadora e apostar valores menores para preservar seus ganhos.

Mas se esse mesmo jogador estiver sem dinheiro, sua postura passa a ser totalmente oposta ao cenário anterior: ele pode assumir muito mais risco dobrando ou aumentando as apostas em mãos mais arriscadas, de modo a tentar recuperar o prejuízo.

Os investidores se comportam de maneira semelhante. Infelizmente, assumir o risco excessivo ao experimentar perdas tende a apenas agravar a magnitude dessas perdas.

É possível reverter os efeitos de uma crise financeira?

Enquanto a maioria dos investidores entra em pânico com a queda dos preços dos ativos, aqueles com cabeça fria sabem como não perder dinheiro e ainda são capazes de ver oportunidades de lucro mesmo em cenários adversos.

Por exemplo, comprar ativos daqueles indivíduos inquietos movidos pelo medo é uma dessas possíveis oportunidades. Frequentemente, o medo leva os preços dos ativos bem abaixo de seus valores fundamentais ou intrínsecos, recompensando os investidores pacientes que permitem que os preços voltem aos níveis esperados.

Lucrar com o investimento em uma crise requer disciplina, paciência e, é claro, riqueza suficiente em ativos líquidos disponíveis para fazer compras oportunistas.

Quando ocorre uma calamidade, os mercados temem o pior e as ações são punidas em conformidade.

Mas, historicamente, quando a poeira baixa, o otimismo retorna e os preços voltam ao ponto em que estavam, com os mercados respondendo mais uma vez aos sinais fundamentais, em vez da turbulência percebida.

Como você vai reagir?

As crises econômicas acontecem ocasionalmente. Ocorrem recessões e depressões. Só no século XX, houve cerca de vinte crises identificáveis – sem incluir eventos geopolíticos como guerras ou ataques terroristas, que também causaram uma queda repentina dos mercados.

As finanças comportamentais nos dizem que as pessoas tendem a entrar em pânico nesses eventos e não agem racionalmente da maneira que a teoria financeira tradicional prevê.

Como resultado, aqueles com cabeça fria, disciplina e uma compreensão de que os mercados sempre se recuperaram de tais eventos, sabem como não perder dinheiro.

Aqueles com a visão de que uma crise é iminente podem implementar estratégias curtas para lucrar com a queda do mercado.

É claro que o momento certo é tudo, e comprar muito cedo ou tarde, ou manter uma posição vendida por muito tempo, pode servir para agravar as perdas e diminuir os ganhos potenciais.

Cabe a você decidir como vai reagir quando a próxima crise financeira chegar.

POSTS RECENTES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MATÉRIAS RELACIONADAS

A Investindo Com Valor é um produto da VGR Asset, que tem como objetivo de fornecer serviços de administração e gestão de patrimônio de forma profissional e transparente, assim como participar do processo de gestão do patrimônio de nossos clientes, criando valor através do alinhamento entre a identificação de seu perfil e a maximização do retorno de seus ativos.

RECEBA DICAS E NOVIDADES POR E-MAIL