QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

QUAL O SEU REAL
PERFIL DE
INVESTIDOR

Faça o teste gratuito e invista com a gente

Como calcular a taxa do CDI

Entenda o que é essa taxa e como fazer o cálculo do rendimento do seu investimento

O mercado financeiro possui uma série de produtos, termos e serviços que devem ser compreendidos para garantir mais efetividade e mais segurança ao aplicar seu dinheiro em determinados investimentos.

Neste sentido, saber como calcular rendimento do CDI – uma das taxas mais importantes usadas nos produtos do mercado brasileiro – é fundamental para entender questões que vão desde a rentabilidade até a organização de uma boa estratégia de investimento.

E se você, assim como milhares de pessoas ainda não sabe como fazer este cálculo de CDI, reunimos uma série de informações que podem te ajudar com essas e outras questões relacionadas. Acompanhe!

O que é CDI?

Antes de mais nada, é importante entender o que é o CDI. Trata-se de uma sigla para abreviar Certificado de Depósito Interbancário, que são basicamente títulos emitidos entre as instituições financeiras para circularem entre si.

Em linhas gerais, esses títulos funcionam como um empréstimo de curto prazo entre essas instituições, que tem como principal objetivo garantir o fechamento do caixa diário com um saldo positivo.

Isso é necessário pois eles precisam zerar os saldos de suas operações com o Banco Central todos os dias, sendo uma regra estipulada pelo próprio órgão.

Por que essa taxa é tão importante para os investidores?

A taxa de juros dos CDIs se tornou padrão em todo o mercado financeiro para qualquer operação que envolva empréstimos.

No caso dos Fundos de Renda Fixa, por exemplo, em que o banco pega o dinheiro do investidor ‘emprestado’ para realizar outras aplicações, utiliza-se a Taxa de CDI para calcular a sua remuneração.

De forma mais simplificada, o CDI é uma maneira de comparar os investimentos e descobrir o que realmente está valendo a pena.

Afinal, não faz sentido que os bancos emprestem dinheiro uns aos outros por determinado valor de juros e peguem o seu dinheiro emprestado (em forma de investimento, é claro) por uma taxa muito menor.

Quais são as taxas do CDI?

O CDI pode se apresentar em diferentes formatos, sendo que o cálculo para descobrir o rendimento de um investimento atrelado a essa taxa vai depender disso.

Basicamente, ele é em formato anual, mensal ou diária. Normalmente, utiliza-se como base o CDI mensal, que nada mais é do que a média de taxas de CDI diário.

Como calcular o CDI mensal?

Existem muitas formas de se verificar a taxa de CDI do dia, sendo as principais formas o próprio site da B3, antiga BM&F Bovespa.

Estes valores são divulgados diariamente, sendo possível consultar um histórico para tirar a média mensal. Este cálculo é feito a partir da soma das taxas diárias registradas nos últimos 30 dias, dividindo o resultado por 30.

Vale ressaltar que os valores são variáveis e, portanto, devem ser usados apenas como base para cálculos de rendimento.

Como calcular o CDI anual?

A taxa de CDI anual é calculada através de uma metodologia desenvolvida pela Cetip, disponível hoje também no site da B3.

Todas as fórmulas utilizadas para construção da taxa, bem como os critérios utilizados para a apuração estão disponíveis para consulta gratuita dos investidores e interessados pelo assunto.

Aqui, vale a mesma regra da anterior: soma-se a média mensal de todos os meses do ano, dividindo o valor final por 12 (número de meses do ano).

Quais são os investimentos remunerados conforme o CDI?

Como mencionamos anteriormente, entender o cálculo CDI é fundamental para quem possui investimentos – principalmente os de renda fixa.

Isso porque os produtos como CDB, Fundos DI, LCI, LCA, LC, dentre outros, têm seus rendimentos calculados com base no CDI, seja ele mensal ou anual.

Portanto, as variações dessa taxa impactam diretamente nos ganhos dos investidores, que devem sempre estar atentos a esse índice até mesmo para – se necessário – tomar outras medidas como a mudança de estratégia para evitar prejuízos.

Alguns investimentos podem inclusive, render até mais do que a taxa de CDI, como por exemplo:

  • Fundos imobiliários
  • Ações
  • Debêntures
  • Fundos de ações

No entanto, vale destacar que todas as opções listadas acima requerem mais conhecimento e dedicação do investidor, uma vez que se trata de investimentos com maior risco, destinados principalmente para quem possui um perfil mais arrojado.

Existem opções de investimento mesmo com o CDI mais baixo?

Além dos já mencionados, também existem alternativas para quem quer ter mais rentabilidade, mas que não deseja correr tantos riscos.

Algumas aplicações de renda fixa como os LCIs e LCAs, que podem da mesma forma, oferecer um bom retorno financeiro para o investidor mais conservador.

Vale lembrar que, independentemente da situação, o importante é manter-se sempre atualizado em relação ao mercado financeiro, bem como diversificar a carteira de investimentos para obter bons resultados futuramente.

POSTS RECENTES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MATÉRIAS RELACIONADAS

A Investindo Com Valor é um produto da VGR Asset, que tem como objetivo de fornecer serviços de administração e gestão de patrimônio de forma profissional e transparente, assim como participar do processo de gestão do patrimônio de nossos clientes, criando valor através do alinhamento entre a identificação de seu perfil e a maximização do retorno de seus ativos.

RECEBA DICAS E NOVIDADES POR E-MAIL